Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11796/1272
Title: Disortografia: um modelo de intervenção
Authors: Coimbra, Benedita
Orientador: Serra, Helena
Keywords: Educação especial
Disortografia
Issue Date: 17-Oct-2013
Abstract: O número significativo de crianças que apresentam problemas com a escrita, independentemente do ano de escolaridade, nas salas de aula é uma realidade que toda a gente conhece. Conscientes da dimensão do problema e de todas as implicações que ele pode ter na educação e na vida de uma criança, o nosso estudo aqui apresentado centra-se na problemática da disortografia. Reconhecendo a importância do papel que um diagnóstico e uma intervenção precoces podem ter, o estudo partiu da pergunta “De que modo intervir junto de crianças que apresentam problemas de disortografia?”, assumindo como objetivo geral perceber como ocorre a evolução destas crianças perante uma dada proposta de intervenção. Perante este objetivo de conhecimento concreto de uma realidade a metodologia adotada foi de caráter qualitativo, recorrendo ao estudo de caso. Para tornar possível a definição de estratégias adequadas, possibilitando uma intervenção eficaz capaz de dar resposta às dificuldades que a criança apresentava, tivemos necessidade de centrarmo-nos em dois aspetos antes de avançar para a intervenção propriamente dita. Numa primeira fase contextualizámos esta problemática enquanto dificuldade de aprendizagem específica, traçamos o seu “perfil” e debruçamo-nos sobre o processo da escrita e das competências que esta implica. Posteriormente, depois de identificadas todas as áreas e competências envolvidas na escrita avaliamos o desempenho do aluno nas diferentes áreas e traçamos o seu perfil intraindividual. Perante as dificuldades apresentadas traçamos um plano de intervenção. Após ter sido posto em prática, reavaliámos o desempenho do aluno nas áreas em que apresentou mais dificuldade o que permitiu analisar a evolução da criança e a eficácia das estratégias propostas. ABSTRACT The awareness of the significant number of children that prove to have difficulties with writing, regardless of their schooling year, is a known reality. As we understand the scale of the problem and the implications that it can assume in the education and life of a child, this study will focus on the dysorthography issue.Knowing the importance that an early diagnosis and intervention can have, this study was conducted based on the question:In what way can we intervene with children who have disorthography problems?; accepting as a general objective the understanding of how these children’s evolution occurs when facing a given intervention proposal. In order to be possible to establish suitable strategies that enable an efficient intervention, and are capable of meeting the children’s difficulties, we focused on two aspects before moving on with the actual intervention. Initially we faced this problem as a specific learning disabilityfor then to define it and study the writing process and the skills involved. Subsequently, after identifying all the extents and skills concerned in writing, we assessed the student’s performance in the different fields and traced his individual profile. In view of the difficulties observed we draw an intervention plan. After it was put into practice we re-evaluated the student’s performance in the fields he proved to struggle the most, which allowed the analysis of the child’s evolution as well as the efficiency of the previously designed strategies
Description: Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti por Benedita Cerqueira Magro Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11796/1272
Appears in Collections:Educação Especial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TM-ESEPF-EE_2013_TM-ESEPF-EE36.pdfDocumento principal7.39 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.