Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11796/2217
Title: Histórias felizes: exemplos de intervenção em dislexia
Authors: Silva, Ana Vieira
Orientador: Serra, Helena
Keywords: Educação especial
Dislexia
Issue Date: 23-Jul-2015
Abstract: Em Portugal, de acordo com dados fornecidos pelo Ministério da Educação, 27,1% das crianças que frequentam o ensino primário e 28,9% das crianças que frequentam o Ensino Secundário falham nas suas aprendizagens (Fonseca; 2008; 87). Apesar da maioria das crianças aprender a ler sem dificuldade, há muitas outras que - de acordo com o primeiro estudo sobre a prevalência da dislexia em Portugal, 5,44% das crianças - apresenta dificuldades na leitura, apesar da sua capacidade cognitiva ser média. Assim, neste trabalho abordam-se as Dificuldades Específicas de Aprendizagem (DEA) que dizem respeito ao modo como um individuo processa a informação, tendo em conta as suas capacidades e as suas possíveis realizações. Estudam-se as dificuldades que se manifestam ao nível da fala, da leitura, da escrita, da matemática e/ou da resolução de problemas. Salienta-se sempre que estas dificuldades não resultam de privações sensoriais, de problemas motores ou cognitivos, de défice de atenção ou de perturbações sociais. Ou seja, nas DEA enquadram-se sempre crianças que não acompanham o progresso dos seus pares, apesar de possuírem as mesmas condições – a mesma idade, a mesma estimulação e ensino – que eles. De modo a sustentar a pergunta de partida - Intervenção (pedagógica diferenciada) em Dislexia: que mais-valias? – estudou-se em profundidade a dislexia. Esta incapacidade específica de aprendizagem, de origem, neurobiológica, é caraterizada pelas dificuldades na correção e/ou fluência na leitura de palavras e por baixa competência leitora e ortográfica e resulta de um Défice Fonológico. Porém, a dislexia não se faz sentir apenas na leitura/escrita, mas também no comportamento e no quotidiano. No dia-a-dia a dislexia não se prende apenas com as dificuldades da leitura e da escrita e com os défices fonológicos mas também com as relações espaciais, a gestão do tempo, a memória, a nomeação rápida ou até com diferenciar a esquerda da direita. Então, para compreender as mais-valias da intervenção em dislexia, recorre-se a dois focus groups, realizados a crianças disléxicas e aos respetivos pais, com o objetivo de perceber em que é que a vida destas seis crianças mudou a nível escolar, social e familiar, mergulhando não só no seu sofrimento (já passado) mas também nas suas vitórias e alegrias
In Portugal, according to the data provided by the Ministry of Education, 27.1% of children attending the elementary school and 28.9% of the ones attending the high school fail in their results (Fonseca, 2008; 87). Despite the fact that most part of children learn to read without any difficulty, there are many others (5,44%) that, according to the first study on the prevalence of dyslexia in Portugal, have difficulties in reading, even having an average cognitive ability. Being so, this work approaches the “Specific Learning Difficulties” (DEA) related with the way by which an individual processes information, taking into account his capabilities and his possible achievements. There are studied the difficulties which are manifested in terms of speech, reading, writing, mathematics and / or in problem solving capabilities. It is always pointed out that these difficulties do not arise from sensory deprivation, motor or cognitive problems, attention deficit or social disruption. This means that the DEA always fall up to children who do not follow the progress of their peers, despite having the same conditions - the same age, the same stimulation and education – as them. In order to sustain the initial question - (Differentiated pedagogical) Intervention in Dyslexia: which profits? – the dyslexia was comprehensibly studied. This specific learning disability, with a neurobiological origin, is characterized by difficulties in correcting and / or in the fluency of reading words, as well as low reading and spelling skills and is provoked by a Phonological Deficit. Despite that, dyslexia is not only noticeable in reading / writing skills, but also in the behavior and everyday life situations. In daily situations dyslexia is not related only with the difficulties of reading and writing and phonological deficits, but also with spatial relationships, time management, memory, rapid naming or even in differentiating the left and right. In conclusion, in order to realize the added value of the intervention in dyslexia, we resort to two “focus groups”, the dyslexic children and their respective parents, with the aim to understand in what way did the lives of these six children had changed, either at a school, social or familiar level, plunging not only in their suffering (already past) but also in their victories and joys.
Description: Trabalho realizado para a disciplina de Seminário de Projeto da Pós-Graduação em Educação Especial
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11796/2217
Appears in Collections:PG Educação Especial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Histórias Felizes.pdf1.23 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.