Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/20.500.11796/740
Title: Disortografia: compreender para intervir
Authors: Afonso, Maria de Lurdes Peixoto
Orientador: Serra, Helena
Keywords: Disortografia
Dificuldades de aprendizagem
Issue Date: Sep-2010
Citation: Afonso,Maria de Lurdes Peixoto - Disortografia:compreender para intervir. Porto : [ed. autor], 2010. 111 f. Dissertação de Mestrado em Ciências da Educação - Especialização em Educação Especial, apresentada à Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti, sob a orientação da Professora Doutora Helena Serra
Abstract: Ao longo do nosso percurso escolar constatámos que as dificuldades de aprendizagem específicas e concretamente «a disortografia» são pouco compreendidas e esquecidas enquanto Necessidades Educativas Especiais. Conscientes desta problemática, centrámos o nosso estudo na compreensão das causas das dificuldades de aprendizagem da escrita; na intervenção específica com uma criança disortográfica; na verificação sobre se as estratégias de intervenção/reeducação contribuiriam para o seu progresso nas competências ortográficas. Adoptámos uma metodologia qualitativa, que seguiu o formato de estudo de caso. Dividimos o trabalho em quatro partes. Na primeira, relativa ao enquadramento teórico, abordámos alguns conceitos e reflexões relacionados com o tema. Na segunda, explicitámos os procedimentos metodológicos e caracterizámos o meio onde desenvolvemos o nosso trabalho, apresentámos os dados recolhidos e a respectiva análise. Naturalmente explicitámos que a recolha de dados foi feita através de observações, de uma avaliação compreensiva das dificuldades nas diferentes áreas - linguagem; percepções; psicomotricidade; áreas académicas de leitura/escrita – bem como através da avaliação da discriminação fonológica e ainda pelo levantamentos das incorrecções ortográficas o que nos permitiu verificar que as dificuldades desta criança na escrita estavam relacionadas com as competências fonológicas e sobretudo com a fraca discriminação auditiva e visual. Na terceira, apresentámos as estratégias de intervenção/reeducação, os meios que usámos para responder à nossa pergunta de partida. Finalmente na quarta, avaliámos os desempenhos actuais do aluno e, através da análise comparativa, realçámos o que nos permitiu verificar a evolução positiva na redução do erro e, por conseguinte pudemos afirmar que a criança sujeita a um processo de intervenção/reeducação desenvolveu uma progressiva automatização dos aspectos convencionais da escrita.
Throughout our school education we have seen that specific learning disabilities and specifically «dysgraphia» are poorly understood or even forgotten as Special Educational Needs. Aware of this problem, we focused our study on understanding the cause of learning disabilities in writing. We intervened with a child suffering from dysgraphia verifying if the strategies of intervention/re-education would contribute to its progress in spelling skills. We adopted a qualitative methodology, which followed a format of case study. We divided the work into four parts. In the first part, on theoretical context, we discussed some concepts and ideas related to the theme. In the second, we explained the methodological procedures and characterized the environment where we developed our work and presented the data collected and its analysis. We clarified that the data collection was done through observations, comprehensive assessment of the difficulties in different areas – language, perceptions, psychomotor performance and academic areas of reading/writing – as well as assessing the phonological discrimination and the survey of spelling errors which allowed us to verify that the difficulties in this child’s writing skills were related to phonological skills and specifically with the weak visual and auditory discrimination. The third part presents the strategies of intervention/re-education and the means we used to answer to our initial question. Finally, in the fourth part, we evaluated the student current performances and, through comparative analysis, we highlighted the positive trend in reducing the error and therefore we could say that the child subject to a process of intervention/re-education developed a progressive automation of the conventional aspects of writing.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11796/740
Appears in Collections:

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TM-ESEPF-EE_lurdesafonso2010anexos.pdf8.64 MBAdobe PDFView/Open
null3.87 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.